Septoplastia

 

O que é Septoplastia?

 

Septoplastia é o nome técnico científico dado à cirurgia de correção do desvio de septo nasal.

 

 

Septoplastia é a mesma coisa que Rinosseptoplastia?

 

Não. Enquanto a septoplastia é a cirurgia de correção somente do desvio de septo nasal, a rinosseptoplastia é a cirurgia de correção do desvio de septo nasal, associada à correção estética do nariz. Dessa forma, a septoplastia é indicada para a melhora da sensação de nariz tampado gerada pelo desvio de septo nasal.

 

Posso realizar a Septoplastia e a cirurgia de redução dos cornetos ao mesmo tempo?

 

Sim. Pacientes que apresentam rinite sem melhora do nariz tampado com o tratamento com medicações podem ter desvio de septo nasal associado que contribui para a sensação de nariz tampado. Dessa forma, associa-se a septoplastia e a cirurgia de redução dos cornetos (turbinectomia, turbinoplastia, cauterização dos cornetos).

 

Qual a anestesia que é usada para a realização da Septoplastia?

 

Geralmente a anestesia geral intravenosa é utilizada para a realização da septoplastia. Isto significa que o paciente recebe medicações anestésicas na veia, sem o uso de anestésicos inalatórios e, portanto, não sente aquele enjôo que antes era muito freqüente. Além disso, quando o médico cirurgião avisa o anestesista que a cirurgia de septoplastia terminou, o médico anestesista desliga a medicação que vai para a veia do paciente e o paciente acorda tranquilamente.

 

Soma-se a isso, o fato de que o anestesista passa antes da cirurgia no quarto e dá ao paciente um remédio para dormir, de modo que reduz a ansiedade do paciente antes de ser encaminhado ao centro cirúrgico.

 

Como é feita a Septoplastia?

 

A septoplastia é feita por dentro do nariz, sem cicatrizes externas, de forma que a mucosa que recobre o septo nasal é separada do mesmo com um afastador e as deformidades encontradas no septo nasal são removidas com instrumentos específicos. A mucosa é então recolocada em sua posição original e fixada com pontos internos que são absorvidos pelo organismo e não precisam ser retirados em consultório. Por fim, o splint nasal é fixado, e a cirurgia é encerrada.

 

Como não há fraturas do osso externo do nariz, não há inchaço ou hematoma em face no pós-operatório. Da mesma forma, não há alterações estéticas do nariz, e o paciente pode ir para a escola ou trabalho, sem que as pessoas percebam que foi operado.